> Sindicalize-se já! Clique aqui.
 
NOTÍCIAS >> VER MAIS MATÉRIAS DESTA CATEGORIA
MP se reúne com Sinjor para esclarecer recomendação a sites
Publicado em 21/1/2010 11:10:04
Por Assessoria
O diretor da Coordenadoria de Crimes Cibernéticos do Ministério Público de Rondônia, Promotor de Justiça Alexandre Jésus de Queiroz Santiago, esteve reunido nesta quarta-feira (20/01) com o presidente do Sindicato dos Jornalistas de Rondônia (Sinjor), Carlos Alencar, e integrantes da classe jornalística para prestar detalhes acerca da recomendação expedida em dezembro do ano passado, por meio da qual sugere aos responsáveis por sites o uso de avisos aos usuários, diante de imagens fortes, de modo a dar ao internauta a alternativa de escolha ao acesso do conteúdo.

Na reunião, realizada no edifício-sede do MPRO, o Promotor de Justiça afirmou que a recomendação não tem caráter coercitivo e é livre de quaisquer intenções de limitar conteúdos ou interferir na linha editorial dos sites, uma vez que não faz restrições ao uso de fotos, vídeos ou notícias. Apenas recomenda aos responsáveis que advirtam internautas quanto à exibição de tais imagens, medida esta que já vem sendo adotada de forma recorrente por vários veículos. “A iniciativa decorreu de várias reclamações de usuários. O MP agiu apenas para salvaguardar os internautas, não tendo qualquer pretensão de censura, já que não impede que o site faça a veiculação e abordagem que entender conveniente para qualquer notícia”, disse.

O diretor da Coordenadoria explicou que o ofício, enviado aos principais sites de Rondônia, é extensivo a todos os sites do Estado, motivo pelo qual o Ministério Público deu ampla divulgação à medida que abrange apenas veículos dessa natureza, deixando de alcançar rádios, TVs e jornais impressos, em razão das atribuições da Coordenadoria. Alexandre Jésus afirmou que a recomendação não fere a liberdade de expressão e acrescentou que a medida resultou em elogios de usuários e jornalistas. O Promotor de Justiça manifestou interesse em dialogar com os sites e se colocou à disposição dos veículos para sanar eventuais dúvidas.

Também participaram da reunião no Ministério Público, o ex-presidente do Sinjor, Marcos Grutzmacher, e o diretor do site Rondoniaovivo, jornalista Paulo Andreoli.


Fonte: rondoniagora

NOTÍCIAS | | MATÉRIA PUBLICADA EM 11/07/2018 13:46:51>>
Congresso de Jornalismo de Educação abre inscrições
NOTÍCIAS | | MATÉRIA PUBLICADA EM 11/07/2018 13:45:11>>
Papa escolhe jornalista para chefiar comunicação da Santa Sé
NOTÍCIAS | | MATÉRIA PUBLICADA EM 11/07/2018 13:43:45>>
Mianmar: Jornalistas podem pegar até 14 anos de prisão
NOTÍCIAS | | MATÉRIA PUBLICADA EM 28/06/2018 03:44:51>>
Jornalistas cubanos relatam aumento em detenções e outros abusos de poder por autoridades
NOTÍCIAS | | MATÉRIA PUBLICADA EM 28/06/2018 03:40:09>>
Prêmio Abear de Jornalismo recebe trabalhos até 30/09
NOTÍCIAS | | MATÉRIA PUBLICADA EM 28/06/2018 03:37:26>>
Denunciadas 113 agressões a jornalistas e veículos na Venezuela em 2018
NOTÍCIAS | | MATÉRIA PUBLICADA EM 17/06/2018 23:02:14>>
Comunicação da UEL fica a cargo de profissional de educação física
NOTÍCIAS | | MATÉRIA PUBLICADA EM 17/06/2018 23:00:10>>
Congresso peruano pode aprovar lei que proíbe publicidade estatal em meios privados
NOTÍCIAS | | MATÉRIA PUBLICADA EM 17/06/2018 22:47:15>>
Lançado Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2018
NOTÍCIAS | | MATÉRIA PUBLICADA EM 17/06/2018 22:45:45>>
Bolsa leva jornalistas para redações nos Estados Unidos
NOTÍCIAS | | MATÉRIA PUBLICADA EM 17/06/2018 22:43:28>>
Abraji anuncia Congresso de Jornalismo Investigativo 2018
ENQUETE
NEWSLETTER
 
SINJOR Desenvolvido por Aldrin Willy ---ADM